Online only

e-Book Jujutsu. A antiga reverência. Português

EBK/JORDAN11-PORT

S. Jordan Augusto

New

  • eBooks PROMO 2x1. Pay 1 & Get 2. Discounts are automatically updated during the checkout process.

14,99 €

More info

Forte, violento, objetivo... Talvez esta parte do Bugei Juhapan que ficou conhecida como Jujutsu carregue em seu enredo clássico uma forte e sustentável arma de guerra.
Quem pratica as técnicas relacionadas ao Jujutsu clássico pode perceber em sua forma rústica uma característica funcional para as situações cotidianas vividas durante a Idade Média. Contrariamente ao Yoroi Kumiuchi ou Kumiuchi, quando este era praticado sem a armadura, o Jujutsu tem em sua grade de formulários obrigatórios, ou traduzindo mais ao pé da letra, formas estabelecidas ordenadamente Seiteigata - técnicas que eram desenvolvidas para quando o samurai fosse atacado durante seu traje normal, sem ser o de guerra. Desta forma, para muitos, as técnicas do Jujutsu foram associadas unicamente à auto-defesa.
De característica antiga, a forma praticada no Bugei Juhapan deveria ser rápida e direta quando se referia ao primeiro ataque do agressor, ou seja, dentre as técnicas desenvolvidas para o Jujutsu, conservava-se o raciocínio de que o samurai sempre seria atacado de surpresa. É possível perceber através dos Seiteigata que na maioria das vezes o agressor utilizava situações recorrentes à época em que foi desenvolvido, diferenciando-se muito da forma desenvolvida por Jigoro kano, posteriormente retornando a ser chamada de Jujutsu. Assim pode-se perceber claramente uma diferença nas formas aplicadas ainda que semelhantes entre o Jujutsu antigo e o Jiu-Jitsu contemporâneo.
Muito se pergunta e muito se questiona acerca da funcionabilidade em uma situação real, mas, vale ressaltar que  qualquer  técnica  pode  ser  facilmente  adaptada  à situações iminentes, visto que a prática do kakuto no Bujutsu a forma real de combate era exigida pela maioria das escolas. Algumas escolas mais direcionadas ensinavam seus alunos a atacar o lado yin do corpo, estabelecendo formas pouco convencionais como apertar mamilos, testículos, rasgar bochecha, arrancar orelhas, deslocar costelas, e até mesmo arrancar a língua do adversário com as mãos.
O Koryu seiteigata do Jujutsu praticado no Bugei até a graduação de Chuden, é constituído de dez seqüências de dez movimentos. Ou seja, até shoden é treinado em Tachi no Gikko do "Ippon me"(primeira forma) até o "Gohon me" (quinta forma), e no Chuden ela se estende igualmente. Cada seqüência se caracteriza por uma definição de técnicas conglomeradas entre Tachi no Gikko e katame no Gikko contra um só adversário.
As formas estudadas em Katame no Gikko possuem uma contagem especial diferenciando-se das formas aprendidas em Tachi no Gikko. Desta forma, entende-se que as formas clássicas visam remontar o pensamento e direcionamento de guerra da época...  114 pags.
 eBook em formato PDF. Idioma portugues